sexta-feira, 25 de março de 2011

Excelente caso de sucesso

"Desisti da bariátrica no dia da cirurgia e emagreci 55 quilos",
conta jovem que superou a obesidade

Jornalista traçou sozinha plano para atingir o peso ideal

Aline Ferreti é gaúcha e sagitariana. E se define como "inquieta por natureza, viciada em Bis branco e Coca Zero". Aos 34 anos, pesando 62 quilos

e medindo 1,66 metros de altura, a jornalista esbanja boa forma e atitude. Mas nem sempre foi assim. Há apenas três anos, ela pesava 117 quilos, estava com a auto-estima baixa e com uma cirurgia bariátrica marcada. Apesar de relutar um pouco, tinha optado pelo procedimento que aceleraria a perda de peso.

— Minha cirurgia estava marcada para o dia 31 de março de 2008. E eu ficava me perguntando se era isso que eu queria para mim. Passaria por um procedimento arriscado e que não é uma garantia concreta de mudanças, pois muitos voltam a engordar depois, já que não adquirem novos hábitos de vida. Decidi que não era o meu estômago que precisava de uma cirurgia. Era o meu cérebro. No dia da operação, liguei para a equipe médica e os dispensei. Naquela hora, começou a reeducação alimentar que mudaria minha vida — lembra, orgulhosa.

Casada desde cedo, Aline teve a primeira filha aos 19 anos. Durante a gestação engordou 33 quilos. Aos 21 anos, ela teve o segundo filho e chegou aos 90 quilos. Em seguida, ela começa a trabalhar pela primeira vez.

— Eu tinha um defeito. Me punha sempre em segundo plano. Era mãe dedicada, profissional competente e reconhecida. O tempo foi passando e eu fui ganhando mais peso e fingindo que nada estava acontecendo. Não me dava conta de que precisava cuidar de mim mesma. Eu era aquele tipo de gordo que não acha que é gordo. Houve épocas em que eu preferia não me enxergar — afirma, lembrando que por um longo período parou de se olhar no espelho, não permitia que a fotografassem e mentia o peso quando era indagada.

Aline conta que, no entanto, saiba que precisava emagrecer e por isso recorreu a todas as possibilidades, inclusive a "dietas absurdas" onde parava de comer determinados grupos de alimentos para acelerar a perda de peso.

— Essas dietas não se sustentam, pois a pessoa não consegue ficar muito tempo sem comer. E não tem jeito. Não há mágicas. Independente do que se faça, a pessoa precisa estar emocionalmente motivada e preparada — aconselha.

Na busca por novas alternativas, Aline leu livros, passou por spas e por diversos consultórios, inclusive psiquiátricos e psicológicos.

— Meu desespero era tão grande que eu tomava qualquer coisa que me dessem. Inclusive tomei um remédio que era indicado para psicóticos e que tem como efeito colateral a anorexia. Ele me deixava completamente dopada e sem ação — conta.

Nada disso, porém, solucionou o problema e uma novidade no mercado seduziu Aline: a cirurgia bariátrica, que prometia uma perda de peso de forma mais ágil a partir de um procedimento que diminui o tamanho do estômago do paciente.

— Corri para o consultório médico. Participei de palestras, fiz as entrevistas necessárias com o psicólogo e com o nutricionista. Tudo certo, paguei a primeira parte da cirurgia, que seria particular. Mas, então, comecei a investigar qual era o procedimento pelo qual passaria. E, definitivamente, eu não queria aquilo para mim — recorda.



Quando as coisas começaram a mudar

Aline lembra que para desistir da cirurgia fez um pacto consigo mesma. Primeiro, não contaria para os conhecidos que não tinha feito o procedimento e também não faria mais dietas. Iria em busca de uma reeducação alimentar que lhe desse, além da perda de peso, mais saúde, disposição e auto-estima.

— Eu ia para a cozinha como uma alcoólatra e chorava, tremia como se passasse por crises de abstinência. Mas eu precisava perseverar e espalhei espelhos por toda a casa. Comprei uma balança, que até hoje é uma grande amiga, e comecei a me pesar todos os dias — revela.

Como estava muito acima do peso, Aline preferiu não ir para a academia. Montou uma em sua própria em casa e começou a malhar todos os dias, além de fazer sessões de massagens para diminuir as medidas. Dentro de sete meses, prazo para a cirurgia mostrar seus resultados, as mudanças no corpo de Aline eram perceptíveis por todos, sem que para isso ela tenha precisado passar por qualquer procedimento médico.

— Me pesar diariamente é essencial. Foi só assim que comecei a entender as mudanças e as nuances do meu corpo. Foi com ajuda da minha amiga balança que passei a amar e respeitar o meu corpo — afirma, bem-humorada.

Ela conta que antes da reeducação alimentar, seu manequim era 54 e que calçava 38. Hoje, seu manequim é 38 e seus sapatos oscilam entre o 35 e o 36.

— Meu sonho era um dia poder entrar na Renner e comprar um jeans 44. Não sei nem descrever a emoção que senti no dia que pude fazer isso. Naquela hora, eu vi que tudo valia a pena.

Após chegar ao manequim 44, Aline decidiu que era hora de passar por uma plástica. Investiu os R$ 18 mil que pagaria pela bariátrica em outro procedimento que a deixou muito mais satisfeita com o resultado. E se antes a compulsão era comer, hoje seu "vício" é outro.

— Atualmente minha coleção de biquínis tem quase 50 peças. Recentemente estive em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, comprei vários modelos e desfilei eles por lá mesmo — afirma.

Desde o começo, ela conta com o apoio incondicional dos filhos, que também estavam um pouco acima do peso e entraram com ela na dieta. Hoje, os três frequentam a mesma academia e a comida servida na casa é a mesma para todos. No entanto, a decisão de Aline de revolucionar o próprio estilo de vida mexeu com o esposo, que no início gostou da decisão de desistir da cirurgia, mas ficou um pouco inseguro quando ela começou o regime e temeu perdê-la depois que ela estivesse em forma.

— Eu o amo. Ele é perfeito. Ele foi meu companheiro fiel nessa jornada. Antigamente, eu tinha vergonha das calcinhas "pandorga" que precisava usar. Hoje posso usar uma peça mais ousada e me sentir bem, bonita e nossa relação está mais forte que nunca — conta.

Atualmente, Aline tem um blog (Vida de Spa) onde partilha suas experiências com outras pessoas que passam pelo mesmo problema. Chega a trocar de dezenas de e-mails com seus leitores, promove encontros pessoais e organiza grupos de caminhadas motivacionais no Parque da Redenção, em Porto Alegre.

Sempre ambiciosa, ela tem uma nova meta. Quer chegar ao manequim 36 e dar por encerrada essa jornada. Ninguém duvida de que, em breve, ela vai chegar lá.


Palavra de especialista

Por Julia Dubin Melnick

Aline é mais que um exemplo a ser seguido, ela é motivação. Infelizmente, vejo que as pessoas estão, cada vez mais, em busca de milagres. Cirurgias, medicações, ervas, dietas da moda. Tudo, menos mudar o estilo de vida. Por algum motivo, as pessoas preferem se operar e correr riscos a se alimentar melhor.

A reeducação alimentar é vista como um monstro para alguns e com algo inatingível para outros. Porém, isso não é a verdade, como mostra Aline. Este processo é algo que acontece de dentro para fora. Que a pessoas faz por si e para si. Com determinação, força, auxílio de parentes e amigos e, principalmente, vontade, se consegue, sim, chegar ao objetivo.

O mais difícil é se dar conta que a única maneira de chegar lá, é aceitar que precisamos mudar e que somos os únicos prejudicados pelo sobrepeso. Além disso, temos que lidar com o fato de que, por mais que todos simpatizem com a causa, quem sofre mesmo é o paciente, e que, no final, é ele que tem que mudar e não esperar que os outros façam algo por ele.

A verdade, como mostra Aline, é que o primeiro passo é a decisão interna de mudar, e o segundo: começar. Você também consegue. Comece: decida que está na hora de mudar. E, depois, faça: adote hábitos saudáveis e positivos para a sua vida.

Parabéns, Aline. Por tudo. Fico feliz em saber que você mudou a partir da sua força de vontade, sem precisar de muletas para isso. Desta maneira, com certeza, logo, logo te veremos desfilando teu jeans 36.

FONTE: Bem-Estar


-> Deixo-vos este excelente caso de sucesso para que, durante o fim-de-semana, quando, porventura, pensarem em fazer asneiras, logo se lembrem deste fantástico caso...espero que seja suficiente para vos mover a tomar a atitude certa!!!

-> Meninas, vou mudar de casa até ao fim do mês....tenho andado a encaixotar todas as tralhas e não tem sido fácil...estou a morrer de cansaço e ainda falta tanto!! Alugamos uma 'Big Van' e amanha já vamos mudar tudo o que é grande...rs, rs, tipo mobílias, sofás, electrodomésticos e caixas e mais caixas...só de pensar que depois tenho de voltar a arrumar tudinho no seu devído sítio até me dá um piripéco...aiiiii, nem é bom pensar!!!! Se com estas andanças não emagrecer, de-sis-to......ahhhh, claro que não, né? Tava a brincar...isto tudo para dizer que não sei se conseguirei vir postar e/ou visitar-vos....mas, mal que possa, é a primeira coisa que faço, tá?

-> Assim, desejo-vos um óptimo fim-de-semana, bem light e gostoso....

BeiJinhos

44 comentários:

Cacau disse...

Muito legal a matéria sobre a Aline.

bjssss

Entrandonoshortinhojuntas disse...

Passei por aqui para fazer uma visita, conhecer o seu blog e dizer que acabei de fazer o nosso e gostaríamos da sua visita também, nosso porque divido o blog com minha filha, estamos juntas na luta!! muita força para você e tamo junto nessa! bjs

Marcia disse...

Opa! Mulher de atiitude essa Aline, hein? Obrigada pela visita, também estou te seguindo!
Bjs

Entrandonoshortinhojuntas disse...

Nossa adorei a matéria, que inspiração, amei, obrigada por nos seguir e parabéns pelo blog é maravilhoso, beijos, bom fim de semana!!! RÔ

Daiana disse...

Poxa que determinação e que ousadia , menina vou me lembrar dessa história ate domingo pra me segurar legal e vc amiga não desita não pode ser que o corpo ainda não tenha mudado tanto mais a cabeça já mudou e esse e o caminho mais certo entao vamos continuar firmes e fortes ok! Beijocas no coração

Anna disse...

muito show essa materia que fez sobre a Aline, conheci ela no encontro lightche e é um doce de pessoa, e lindaaa, me inspiro nela tb pra conseguir chegar em meu objetivo
bjim Waris

Sara disse...

Oi amiga adorei o post ja conhecia essa menina uma lutadora mesmo bj grande e bom fds light*

Iza Barros disse...

A Aline é uma vencedora e inspiração para nós que estamos começando nossa luta, excelente caso de sucesso.

Otimo findi.
Bjks

Liliane disse...

Ela realmente merece parabéns!
Ótimo fds!
Bjs

Mariana disse...

Ola vim te fazer um a visita, realmente a Aline é um exemplo de que tudo é possível e somos capazes, basta ter força de vontade e foco!!
Fazer certinho e acreditar que os resultados uma hora irão aparecer!! E vão sim !!! bjs boa semana!!

Ana disse...

adorei seu blog! gostei da historia tbm!
seguindo ja! bjs

a Kah! disse...

Obrigada por me visitar!!
Vou te seguir tambem!

Adorei a materia. ;D
Boa mudança.

Beijos

Bru disse...

Oi! Vim agardecer tua visita! Achei muito legal a história da Aline, realmente inspiradora!!! sou tua seguidora tb! Obrigada pelo carinhos! beijos

Luisinha disse...

Espectacular!!! Serve de exemplo a todas!! Quanto á mudança, custa um bocado, e eu sei pois já mudei de casa várias vezes; e acredita que custa bem menos colocar tudo no lugar na casa nova!
Bjinhos e boas mudanças ;)

Camila Tatagiba disse...

To passada!!!
Entao tenho chance!! To com 10kg a menos do que ela tava!
Basta ter força de vontade!!!
E isso eu vou ter!!

Bjokas

Aline Ferreti disse...

Oie amoreeee!

Obrigada MESMO, por me deixar ter a honra de fazer parte do teu cantinho :)

Sabe que eu continuo emagrecendo, exatamente porque quero ser um bom exemplo pra todas que me acompanham. Faço isso por mim, mas também por vocês :)

Bjka no coração!

Alê_Corá disse...

OI Waris, vim retribuir a visita e já estou te seguindo!
Nossa a Aline conseguiu mudar sua vida não?
Beijo e bom domingo!

VIVI - VENCENDO CADA DIA!!! disse...

Oie

A história da Aline, é bonita demais, uma vencedora!
A conheço e sei que batalhou bastante pra chegar aonde chegou!!

E outro assunto, vc recebeu meu e-mail??
Não me deu mais retorno amiga!!
Fiquei até sem graça, achando que falei algo demais, através do meu e-mail, vc o recebeu???

Estou aguardando seu retorno, tá bom!!

beijos

Mary disse...

Ah, essa inspira mesmo!!!
E ela é de verdade, o que é mais importante de tudo!
Já estou te seguindo, flor. E te encontro no 4° Encontro Lightchê, né?
Beijãozão.

Emanuelle disse...

Oiiiii tudo bem obrigado pela visita e obrigado por compartilhar com a gente essa história tão animadora!!! ameiiiii

bjussss

Pérolla Yara disse...

Oi lindona!
Adorooo a história de Aline, já conhecia, sou seguidora do blog dela, realmente um grande exemplo de força e determinação, resultado lindo demais!!
E boa sorte na mudança!!
Ótima semana!bjoo

Juliana disse...

Olá passei para retribuir sua visitinha tão carinhosa !!! já estou seguindo !!!

beijo enorme !!!

Viviany disse...

Amei a história... Casos assim nos ajudam pra caramba.
Beijos

Rosilaine disse...

Olá passei só para dizer que tbm estou te seguindo. beijos e fica com Deus.

AGORA VAI, COM CERTEZA VAI ...... disse...

Oie Miga,

Adorei sua visita e seu blog .......

Já estou te seguindo .......

Beijus Paty

By Mi Kitty disse...

Uauuuuuuuu, menina adoro esses antes e depois!!
Bjos e uma linda semana amorinha ^^

Bianca Condé disse...

Nossa, historia exemplar a dela..

Ana disse...

postei um selinho p vc!

Tiane Silva disse...

Mas é um excelente caso de sucesso! Tao bem ver pessoas vencedoras!

Casinha nova será bom para voce mudar por dentro e por fora!
Depois q me mudei percebi q mudei bastante por dentro tambem!

Arruma tudo aí e volta a blogar! rsrs

Batalhadora disse...

Oi,Waris!Pois é nada é impossível quando se tem disciplina, força de vontade e determinação é preciso ter muita disciplina para se alimentar direito e fazer atividade física.
Um ótimo fim de semana!
Beijoss

NEUSINHA BROTTO disse...

oiii tem selinho pra vc no meu blog
mundodaneusinhabrotto.blogspot.com
espero q goste
bjus

Beth disse...

É o que sempre digo, a cirurgia não é o milagre, porque ela não opera a cabeça. Muitos se dão bem, porque se conscientizam e usam a cirurgia como ferramenta, mas se reeducam, mudam hábitos, estilo de vida e se capacitam a manterem-se bem. Outros, não aproveitam a chance e quando a ferramenta cirurgia já não faz o seu efeito, continuam agarrados nos hábitos que os fizeram engordar e se colocam em riscos, e engordar tudo de novo acaba sendo o menos perigoso de tudo.
Bacana a atitude da Aline. Um exemplo. Beijos, valeu trazer isso para cá, certamente muitos pensarão bastante a respeito. Boa semana.

Helena disse...

Oi, Amiga!

Estou passando pra ver o que rola no seu bloguinho e deixar um desejo de Boa semana light pra vc.

Muito bem mesmo... sua história é um incentivo pra todas nós. obrigada.

Luta Diária (Natyelle) disse...

Uau..que história...motivadora mesmo, parabéns!!!

bjos

Bia disse...

Nossa, que exemplo!!! Adorei!!!
Isso só me motiva mais e mais!!!

Beijos

elly disse...

Parabéns pelo seu blog
ja estou te seguindo!
conheça o meu blog, tem dicas de beleza lá confira!
http://coisasdeladdy.blogspot.com
bjs♥

Aline Rivieri disse...

To sentindo sua falta hein!!!

Amanhã to indo pra aí!!!

Beijão!

Aline Rivieri disse...

Ai vc me deixou confusa comentando com o outro blog, hehehe...

Imagino a correria, mudar de casa é bem complicado mesmo!!

Nesse fim de semana vou pra Paris volto pra Portugal somente no dia 19 acho...que pena...

mas quando vc vier para o Brasil terá que vir aqui perto!!

Obrigada e beijão!!!

Aline Rivieri disse...

Sou de Itu, uma cidadezinha perto de São Paulo...tomara que vc venha realizar seu sonho logo néé!!!

bjão

Aline Rivieri disse...

Olá, então minha operadora não cobre a região, estarei sem comunicação :(

Quem fez o template foi a Dani Aquino desse blog: http://www.revirandomemorias.com/

bj

Borjoize disse...

Olá, meu nome é Gabriel eu estou atualmente desenvolvendo um projeto de site para acabar com o preconceito em torno de Anas e Mias. Para isso preciso da opinião de vocês meninas, e gostaria que participassem do meu blog: http://projanamia.blogspot.com/
Quanto maior a divulgação melhor o resultado. Grato pela atenção =)

Priscila disse...

Muito, muito legal a historia dela... são poucas realmente que tem "peito" para tomar uma atitude como a dela.

Menina, vc vai casar na Figueira da Foz??? Que tudo!!!! Sou brasileira, casada com um portugues, mas vivemos aqui mesmo no Brasil. Nossa familia vive toda perto da Figueira.. :)

beijo beeeem grande!!

Lucy disse...

Nossa!!!! Que transformação bafônica!
Parabéns!!!!
Bjs.

VIVI - Vencendo a cada dia!!! disse...

OIE QUERIDA

VC SUMIU, HEIM!!
VC ME DISSE QUE MANDOU 2 EMAILS MAIS NÃO RECEBI..
OLHA EU ACHO QUE VC ESTÁ TENDO ALGUM TIPO DE DIFICULDADE E ESTÁ SEM GRAÇA DE ME FALAR, NÃO...

MAIS TUDO BEM, EM QUESTAÕ DO SORTEIO, AMIGA, QUANDO ENTREI NO SORTEIO, ATÉ HAVIA ME ESQUECIDO QUE VC ERA DE PORTUGAL.
ENTÃO FICA ASSIM DECIDIDO, NÃO PRECISA MANDAR, PQ É LONGA DEMAIS A VIAGEM, TÁ BOM!!!

BEIJOS